terça-feira, 13 de setembro de 2011

Igreja Nossa Senhora da Conceição, conhecida como Igreja Matriz de Manaus.


Esta fotografia presume-se ser de 1865, mostra a construção da Igreja Nossa Senhora da Conceição, conhecida como Igreja Matriz de Manaus.

DO BLOG DO ROCHA


Segundo os historiadores, em 1858, o Presidente da Província, Francisco José Furtado, autorizou a construção da igreja; o prédio foi custeado pela província do Amazonas e pelo Império brasileiro.

Em decorrência da falta de mão de obra e material, a construção se arrastou por dezenove anos, sendo inaugurada ainda inacabada em 1877.

Tudo começou com a fundação de uma Capela pelos missionários carmelitas, próximo à Fortaleza de São José do Rio Negro, ficou em ruínas, sendo construída uma nova Capela por ordem da Junta Governativa da Província. O Governador da Província, Manoel Lobo D´Almada (1791), mandou demolir e construir uma igreja maior e com estilo artístico.

Essa igreja sofreu um grande incêndio que destruiu toda a sua estrutura, passando a Igreja dos Remédios a ser o único templo da capital, ficou nesta posição até a conclusão das obras da nova Catedral de Manaus.

Na fotográfica é possível observar o seguinte:

Uma ponte de madeira, onde estão várias pessoas bem vestidas posando para a foto. Este local é hoje o cruzamento das Avenidas Eduardo Ribeiro e Sete de Setembro. Para quem não sabe, no entorno da igreja tinham dois igarapés, um era o Igarapé do Espírito Santo e, o outro era o Igarapé da Ribeira, infelizmente, todos foram aterrados.

As torres sineiras estão em construção, com a do lado esquerda em finalização. Ao redor da igreja aparecem algumas casas simples feitas de taipa, faz lembrar da construção do Teatro Amazonas, um colosso no meio de dezenas de casas bem humildes.

A INAUGURAÇÃO DO TEATRO AMAZONAS

A INAUGURAÇÃO DO TEATRO AMAZONAS Rogel Samuel “La Gioconda”, que inaugurou o Teatro Amazonas, é um dramalhão com estilo de...